Quando nos apresentámos pedimos que nos enviassem as vossas histórias, e começaram então a chegar-nos algumas histórias que vamos querer partilhar nas nossas redes sociais, mas também aqui pelo blogue. Hoje contamos a história do mais velho de três gatos que vivem com a Andreia, uma antiga colega de faculdade, que tem uma história que nos ensina uma grande lição. O gato que vêem na imagem chama-se Xavier, mas é mais conhecido por Xavi.
Xavi + gatos voadores+ blogue de animais de estimação + portugal + português + vida de pet + pedro e telma + partilha de histórias reais
       Acompanhou a Andreia em várias mudanças de casa e sempre foi um gato saudável, que se adapta facilmente. Inicialmente era um gato amoroso para a família mais próxima, os amigos e restantes visitas tinham que passar por aprovação felina, sendo menos sociável com eles. Hoje em dia, provavelmente depois de se ter adaptado aos seus dois irmãos mais novos ou pela idade (a PDI, como referiu a Andreia), tornou-se num gato dócil para todos, sempre à procura da festa mais próxima, venha ela de quem vier.
Xavi + gatos voadores+ blogue de animais de estimação + portugal + português + vida de pet + pedro e telma + partilha de histórias reais
       Ao longo dos 5 anos de vida que partilhada, os sustos foram vários, mas há um que se destaca. «O maior susto que me lembro foi no dia 19 de Agosto de 2017, estávamos a comer pizza na sala, era um dia de imenso calor e as janelas estavam todas abertas (para nós era normal as janelas abertas visto ele nunca ter saltado para lado nenhum onde não se pudesse apoiar), e ouvimos um estrondo.», contou-nos. O gato caiu do terceiro andar (que equivale a um quarto andar). «(…)Fomos à varanda ver e não vimos nada… Ainda fiquei por lá tempo suficiente para me dizerem que tinha caído um gato de onde eu estava.». Ela ficou em pânico, sem conseguir reagir, e o marido foi a correr buscá-lo. Claro que foram logo ao veterinário. Foi o euromilhões da vida dos gatos. Não passou de um susto, e quase saiu ileso, já que a única sequela foi ter ficado sem um dos dentes caninos. «Certamente gastou mais de metade das vidas com esta brincadeira… Moral da história? Cuidado com as janelas abertas, mesmo que conheçam bem os vossos patudos, nunca se sabe o que vai realmente naquelas cabecinhas…» escreveu-nos. Tem toda a razão. Nós também bem o sabemos…
       Quem nos acompanha há mais tempo, através do nosso blogue pessoal de casal (onde contamos a realidade da nossa vida a dois), lembra-se que o Klaus de Cloud nos pregou um susto ao cair da janela do nosso primeiro andar que equivale a um segundo nas traseiras. Ele é trapalhão e pesado. Não costuma saltar, nem aventurar-se muito. Ainda assim tínhamos muito cuidado com as janelas. Sabemos que o seguro não morreu de velho. Mas mesmo assim, é como dizem “o que tem que ser, tem muita força” e num pequeno descuido a estender a roupa, lá foi ele tropeçando de estendal em estendal até chegar ao chão. Eu (Pedro) vi-o a cair aos poucos, sem puder fazer nada. Eu (Telma) nem quis acreditar no que ele via, e assim que me caiu a ficha da realidade quase voei até ele. Meu rico gatinho. Saiu-lhe também o euromilhões dos gatos… E a nós também!
Xavi + gatos voadores+ blogue de animais de estimação + portugal + português + vida de pet + pedro e telma + partilha de histórias reais (3)
       O Xavi é o mais velho de três gatos e a sua tutora tem outras histórias muito importantes a partilhar, pelo que vos convidamos a conhecer a história do Ozzy e do Killy.
       Caso também queiram ver a vossa história, com o vosso patudo, por aqui, então enviem-nos um e-mail para geral@vidadepet.pt e contem-nos uma partilha de experiência que viveram e achem importante divulgar para ensinar outros, ou uma história hilariante que nos faça agarrar a barriga de tanto rir.

 

Se gostaste do artigo, segue-nos no facebook e instagram.

Se quiseres ler mais, então não te esqueças de o partilhar e/ou comentar com a tua opinião.

Se gostaram de ler este artigo, sugerimos a leitura de:

⤳ Cuidados a ter após esterilização/ castração;