7 Erros comuns ao educar cães

       Adoptar um cão é estarmos dispostos a ensiná-lo e a aprender com ele diariamente. Devemos aprender a comunicar com ele. Aprender a ser o líder da matilha, passando o conhecimento ao cão de como gostaríamos que o mesmo reagisse. No entanto, por vezes, ao tentar comunicar acabamos por nos exceder e ter um comportamento inadequado, que não passa a mensagem pretendida. Para evitar estas situações vamos dar-vos exemplos de erros frequentes na educação canina.

Erros na educação do cão + comunicação canina + podengo português + pinscher anão + cão a roer pau + brincar + blogue português + sobre animais de estimação + vida de pet .pt + pedro e telma

Repreender o cão tarde demais.

       De certeza que já ouviram dizer que repreender o cão fora de tempo não surte efeito algum, já que o animal não vai perceber porque é que está a ser repreendido, ficando confuso, sendo que o tutor acabará por ir perdendo aos poucos a autoridade que um líder da matilha deve ter. Prefira antes ignorar e efectuar a educação por reforço positivo. Ignora o que fizer de mal e reforça o que fizer de bom. Claro está que se estragar os chinelos ou o comando da sala deve repreender de forma negativa, bastando um “não” com firmeza.

Exacerbar a repreensão.

       “Fizeste mal, foste feio. Agora já não gosto de ti. Fizeste tudo mal, estragaste isto que eu gostava tanto” era uma frase que poderia ser pensada por um tutor, mas não dita. Tudo isto funcionará como o o conhecido anúncio publicitário: blá blá blá Whiskas saquetas. Um simples “não” é mais do que suficiente e o mais eficaz! Nunca, mas nunca usar coleiras eléctricas ou de asfixia ou outros que tais. Não exagerem na repreensão. Quebrará a confiança, mas a cima de tudo deixará de ser visto como um líder e passará a ser visto como agressor.

Ralhar aproximando o cão dos seus dejectos.

       Nunca devemos repreender um cão por fazer necessidades fisiológicas, que é algo primário à sua existência. Ao aproximar o focinho da sua própria urina e fezes irá fazer com que o animal pense que é errado fazê-las, o que pode dar origem a doenças do foro urinário ou ainda a casos em que o cão come os dejectos para evitar ser repreendido. Voltamos então a referir que a melhor forma de educar um animal é através do reforço positivo! Ignore quando fizer no sítio errado e beneficie o animal quando fizer no sítio pretendido.

Erros na educação do cão + comunicação canina + podengo português + pinscher anão + cão a roer pau + brincar + blogue português + sobre animais de estimação + vida de pet .pt + pedro e telma

Impedir o cão de rosnar, entre familiares.

       Claro que devemos sempre impedir actos violentos dos nossos animais, pelo seu próprio bem-estar inclusivamente. No entanto, se são cães que se dão bem e há um momento em que um rosna ao outro devemos analisar. No caso do Gasparzinho (o cão de familiares), ele é quem mais defende a nossa Chiclet do mundo exterior. Controla-a sempre. Contudo, se ela procura roubar-lhe um brinquedo ele rosna-lhe como se a informasse de que deve dar-lhe o seu espaço individual. Eles educam-se uns aos outros e só tendem a magoar-se se os tutores escolherem um dos lados. Deixem-nos estar que eles entendem-se entre eles. Vejam somente se é mais do que este sinal de aviso. Têm que conhecer os animais que têm em casa. Estamos a referir-nos a cães que já são familiares exclusivamente!

Agir de forma incoerente.

       Não há nada pior na vida do que a incoerência e no caso da educação canina não é diferente. Se é errado o cão morder chinelos, não lhe vamos dar um chinelo para brincar, porque o cor-de-rosa pode, mas o azul não. Há que manter a coerência sempre! O cão precisa dessa estabilidade e segurança para ser feliz.

Erros na educação do cão + comunicação canina + podengo português + pinscher anão + cão a roer pau + brincar + blogue português + sobre animais de estimação + vida de pet .pt + pedro e telma

Andar sem trela na rua.

       Quem diz trela, diz açaime. É proibido por lei andar sem estas condições. Existem razões para isso. Tenham noção de que se o cão morder uma pessoa, o único a sofrer com o acto é o cão que será abatido. Pode ter sido a criança que invadiu o espaço do cão, pode ser o cão que caça o homem que o pontapeou ou o assaltante que iria trabalhar com a nossa carteira, mas o facto é que o único a ser responsabilizado será o cão. Por precaução do cão e vossa, por favor, mantenham as condições necessárias para uma vida em sociedade.
       Estamos certos de que vai haver quem diga “sim, mas vocês passeiam a cadela no jardim sem trela”. Claro que sim. Aconselhamos a que também procurem bosques, florestas e jardins longe das estradas e com largas condições, com espaço para corridas, sem pessoas ou outros animais, para que possam libertar o vosso animal. Mas tenham primeiro consciência se o vosso animal estará preparado para o efeito. A nossa cadela não sai mesmo de perto de nós. Não morde a ninguém, e mesmo que lhe desse a loucura, não teria ninguém por perto para morder a não sermos nós (além de que não tem grande poder para danos de maior).

Não pedir ajuda a especialistas quando não sabem comunicar com um cão.

       Em suma, tenham consciência do que é ter um cão antes de o adoptarem e depois cumpram com os mínimos exigidos aos tutores de animais que recebem tanto deles em troca… Se denotarem que não têm capacidade para o educar, por alguma razão, então recorram aos inúmeros especialistas na área para vos ajudar a resolver problemas comportamentais caninos e aprendam a comunicar com os cães. Não há nada melhor no mundo do que os sabermos amados e nos sentirmos amados por eles. Pensem neles como os vossos filhos, porque é isso que passam a ser quando adoptados. Filhos com necessidades diferentes.
Se gostaste do artigo, segue-nos no facebook e instagram.
Se quiseres ler mais, então não te esqueças de o partilhar e/ou comentar com a tua opinião.
Se gostaram de ler este artigo, sugerimos a leitura de:

No Comments

Leave a Reply

About Me

Este é um blogue dedicado exclusivamente a animais de estimação, com o objectivo de melhorar a sua qualidade de vida. Sabe mais sobre nós.

Vida de Pet

Redes Sociais

Subscribe to our Mailing List

Get the news right in your inbox!

Privacy Policy

Popular Links

Categories

×