14 factos sobre viver com um gato/a

       Decidimos adoptar um gato, e agora? Recomendamos que leiam o nosso artigo com dicas para quem vai adoptar um felino, e decidimos acrescentar 14 factos sobre partilhar uma casa com um gato/a, para se prepararem para o que será o vosso lar...

14 factos sobre viver com um gato + a vida de uma gata+ blogue de animais de estimação+ portugal + blogue vida de pet


1. Os gatos dormem meeeeeeesmo muito.

       Eles procuram a comida, brincam quando querem, mas o dia-a-dia na sua generalidade consiste em dormir. Principalmente agora no tempo mais frio, o que a nossa peste negra melhor faz é dormir. E isto não é só um mero aspecto que pouco importa... É que...

2. Os locais mais inesperados podem servir-lhes de cama.

       Olham para os seus humanos a pensar "tu darias uma excelente cama" e não vêem quaisquer inconvenientes em usar-nos da mesma forma que usariam uma cama própria para gatos. Procuram ajeitar o nosso corpo da forma que mais jeito lhes dá. Se muitos deles utilizam também as bonitas camas que compramos, também gostam de dormir em cima de um aquário que é de água quente, ou um frigorífico ou mesmo na estante dos livros.


14 factos sobre viver com um gato + a vida de uma gata+ blogue de animais de estimação+ portugal + blogue vida de pet

3. Têm personalidade muito afincada e as suas próprias vontades.

      A nossa Maria Preta prima pela teimosia. Nós tentamos mostrar que ela não pode dormir em cima da roupa para passar e ela dá meia volta e volta ao mesmo só para mostrar que a vontade dela prevalece. E quando lhe damos banho? Fica umas quantas horas chateada connosco. Ninguém se pode aproximar que ela foge, como quem diz "assim não brinco mais convosco". Também sabe muito bem pedir comida. Ou pedir para ir à rua. Só falta mesmo falar. Por exemplo: Ela mia e toca com a pata na torneira do bidé quando quer água; ela mia, vai contra ti e corre para a porta e bate com a pata, para mostrar que quer ir à rua; ela mia e bate com a cabeça e vai-se dirigindo para a cozinha para lhe dares comida húmida ou outro petisco que ela goste. O Klaus é muito mais sossegado, mas também tem as suas manhas, tais como nós deitarmo-nos e ele vir a correr porque é a sua altura de pedir festas a duplicar. 

4. Os gatos comunicam com os seus humanos.

       Não, não estamos loucos. Quem tem um gato/a sabe o que significa cada miar. Se miam porque têm fome, porque querem água, ou, no nosso caso, quando quer ir à rua. E não venham com histórias que é o mesmo de quem dedica a sua vida a um cão. Eles são os nossos melhores amigos!

5. Gostam de marcar os seus humanos, enchendo toda a roupa com os seus pêlos.

       Todas as pessoas que têm gatos acabam por estar marcadas desta forma, umas mais do que outras. Como a nossa gata é preta não se nota tanto, mas o pêlo do Klaus é muito mais denso, é maior, e cai muito mais, pelo que nota-se ainda mais na roupa e na própria casa.

14 factos sobre viver com um gato + a vida de uma gata+ blogue de animais de estimação+ portugal + blogue vida de pet

6. Os gatos são independentes.

        Limpam-se sozinhos, lambendo o pêlo, não precisando de banhos frequentes. Quando vão fazer as suas necessidades fisiológicas, vão ao sítio certo e tapam tudo o que fizerem. Nascem a saber isso. São mesmo muito asseados e autónomos.

7. São tão autónomos que nem para brincar precisam de nós.

       Eles pegam em qualquer objecto para servir de brinquedo. Uma caneta, uma folha de papel amachucada... Qualquer coisa serve, meeesmo. Em especial se houver caixas em casa... Aí é toda uma brincadeira a subir de nível, ainda que também possa servir de cama.

8. São um óptimo peluche de aquecimento!

       Que bem que sabe quando está um frio de rachar e o gatinho procura o calor do nosso corpo, deitando-se ao pé dos pés ou mesmo em cima da nossa lombar. É um autêntico peluche, mas mais quente e ainda mais fofo!

14 factos sobre viver com um gato + a vida de uma gata+ blogue de animais de estimação+ portugal + blogue vida de pet

9. Têm uma energia inesgotável.

       Principalmente à noite ou de madrugada, quando nós queremos dormir... Mas é perfeitamente normal. Lembrem-se que enquanto vocês estão fora de casa, a tratar das vossas vidas, os pestinhas estão a ganhar energias para depois vos massacrarem a pedir atenção durante a noite.

10. Os gatos são os nossos donos e não o inverso!

       Quantas vezes já ouviram de quem tem um gato ou quantas vezes já vocês próprios não contaram: "Estou com imensas dores nas costas. O meu gato dormiu em cima de mim e para não o acordar, dormi todo torto". Bom, comigo (eu, Ele) isso não acontece. Sou contra isso, até porque bem sei que ela dorme enquanto eu trabalho para lhe dar toda a comida que ela implora. Mas eu (Ela) acabo por fazer isso todas as noites... Isso e levantar-me para lhe ir dar uma goluseima, ou um brinquedo que faça menos barulho, ou mesmo só para lhe dar água fresca...

11. Os felinos apelam a que façamos exercício físico.

       É quase impossível não andar sempre atrás dela, a correr para a apanhar para a trazer para casa, quando ela vai à rua; da mesma forma que também exige muito esforço físico fazer com que ela não saia à rua. Além de que se queres os dois segundos de atenção e tê-la ao colo durante meio segundo, então tens muito que correr até a apanhar... Por outro lado, se tiverem um gato como o Klaus, então vão fazer exercícios para tentarem que ele próprio se mexa. Vão tentar de tudo para brincar com ele e fazer com que ele pare de dormir e corra pela casa.

14 factos sobre viver com um gato + a vida de uma gata+ blogue de animais de estimação+ portugal + blogue vida de pet

12. Ensinam-nos na prática a expressão Carpe Diem.

       Quem melhor do que os gatos/as para nos ensinarem a aproveitar ao milésimo de segundo o melhor do que a vida tem para nos oferecer?! São escassos os segundos maravilhosos que conseguimos tê-los ao colo e fazem-nos sentir que conseguimos conquistar o mundo depois disso. Além de que estão sempre a apreciar a beleza da rua e fazem-nos reparar nas mais pequenas coisas que a beleza da natureza tem para nos oferecer. Correm atrás das borboletas; observam durante horas o exterior da janela, etc.

13. Os gatos são uma fonte de inspiração.

       As nossas pestes estão agora a ser a nossa fonte de inspiração para esta publicação, por exemplo. Além de que nos despertam a calma e os sentidos mais criativos. Lá criativos são eles...

14. Ensinam-nos que na vida não temos sempre o que queremos.

       Podemos esmiuçar o nosso cérebro a procurar a brincadeira mais divertida para eles, quando eles querem dormir, mas eles acabam por ir dormir na mesma, enquanto que quando nós formos dormir são eles que nos procuram para brincar.

14 factos sobre viver com um gato + a vida de uma gata+ blogue de animais de estimação+ portugal + blogue vida de pet

E vocês, têm algo a acrescentar à lista?

Sem comentários

Comentem com dúvidas, opiniões, novas ideias e sugestões e não deixem de partilhar também as vossas histórias. Responderemos assim que possível.

Com tecnologia do Blogger.